Treino na praia

Mobilidade x Flexibilidade


Mobilidade e flexibilidade são duas coisas distintas que se confundem, mas enteder a diferença entre elas pode melhorar e muito o seu movimento.

Flexibilidade é a capacidade do músculo se alongar diante de uma amplitude de movimento. Passivamente ou ativamente, ou seja com o sem a interferência de cargas externas. A mobilidade é a capacidade de se mover livremente, sem restrições e envolve outras estruturas como o movimento das juntas na capsula articular e o controle motor junto ao sistema nervoso central.

Em relacão ao sistema nervoso central existem dois pontos à serem observados. Mobilidade e estabilidade. O corpo sempre irá priorizar a estabilidade, sendo assim comprometerá a mobilidade em pontos aonde não há estabilidade para evitar lesões. O corpo alterna a prioridade das articulações como podem ver na figura.


Começando la no tornozelo. Uma baixa mobilidade do tornozelo limita padrões de movimento, como o agachamento por exemplo. E outras articulações que precisam ser estáveis como o joelhos, a lombar acabam se tornando móveis para compensar uma outra articulação. E este problema se extende pelo corpo todo.

Uma série de estudos têm falhado em comprovar a eficácia do alongamento à longo prazo. Se você tenta alongar um músculo sobre uma articulação sem mobilidade você não conseguirá resolver o problema, porque como foi dito acima o corpo preconiza a estabilidade.

Uma das razões pelo qual alongamento se torna muitas vezes ineficaz, acredita-se que é pelo baixo estímulo em comparado com o tempo de inatividade do corpo nas outras vinte três horas do dia.

A melhor forma de melhorar a mobilidade é através do movimento. Educar o corpo a trabalhar em certos padrões de movimentos e amplitudes. O fato de uma articulação priorizar mobilidade por exemplo não exclui o fato de ela também precisar de mobilidade. A perda da função da articulação abaixo da lombar, o quadril, afeta a articulação acima, ou seja, a perda da mobilidade no quadril produz uma compensação por parte da coluna lombar, afinal precisamos continuar nos movendo.  Se o quadril não faz o seu serviço a lombar vai fazer. O problema é que a coluna lombar é uma estrutura que deveria fornecer estabilidade e não mobilidade ao sistema (claro que a lombar tem alguma liberdade de movimento, mas não é esta sua função principal de acordo com essa teoria), quando a articulação supostamente móvel perde sua mobilidade, a articulação estável é forçada a se tornar mais móvel como compensação, tornando-se menos estável e subsequentemente dolorosa.

Um trabalho de mobilidade no início das seções de treinamento irá não só lubrificar as articulações como permitir que o corpo trabalhe em amplitudes maiores e com mais segurança.

Cuide do seu corpo para que ele possa se mover de forma eficiente e sem dores.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo